Edição 283

Índios são atacados por UFOs no Acre

14 de Março de 2021

Mundo Ufológico

FATOS DA UFOLOGIA BRASILEIRA E MUNDIAL

Liberada a maior coletânea de documentos desclassificados da CIA

O especialista em pedidos de acesso a informações secretas do governo dos Estados Unidos John Greenewald Júnior, proprietário do site The Black Vault, organizou e disponibilizou a maior coletânea de documentos liberados pela CIA até então. Por meio da Lei de Liberdade de Informação (FOIA), milhares de documentos da agência sobre UFOs — ou fenômenos aéreos não identificados (UAPs), como o governo norte-americano os chama — estão agora acessíveis para download no site operado pelo autor e podcaster Greenewald [Endereço: www.theblackvault.com]. A CIA [Foto acima] afirma que já forneceu todas as informações sobre o UAPs que possui, embora não seja possível saber se isso é mesmo verdade. “A pesquisa do The Black Vault continuará para ver se há documentos adicionais ainda não liberados dentro dos acervos da agência”, prometeu Greenewald em um comunicado. O lançamento ocorre meses antes de o Pentágono ter que informar ao Congresso dos Estados Unidos tudo o que sabe sobre os UFOs, segundo um decreto do ex-presidente Donald Trump aprovado em dezembro do ano passado determinando que a agência obedeça ao prazo.

As demandas por informações sobre UFOs se tornaram tantas que a CIA acabou compilando os documentos em um CD, obtido por Greenewald e carregado no The Black Vault. O conteúdo é dividido em dezenas de arquivos em formato PDF para download. Greenewald havia realizado várias solicitações por meio da FOIA durante as últimas duas décadas em busca de arquivos não confidenciais sobre UFOs mantidos pelo governo norte-americano desde o ano de 1996. Dentre as liberações mais intrigantes da coletânea está um documento que mostra que o ex-vice-diretor da CIA para ciência e tecnologia teve interesse por um objeto não identificado em particular, não descrito no documento.

Intrigante sinal vindo de Proxima Centauri b

Estranhas ondas originadas de Proxima Centauri b foram detectadas em 2019 por um radiotelescópio gigante do Observatório Parkes, instalado na Austrália, e desde então grupos diferentes de cientistas tentam entender a descoberta. Entre as hipóteses avaliadas está a de que a origem das ondas esteja ligada a alguma forma de vida fora da Terra. “Foi um sinal que apareceu uma vez e não voltou a se repetir. Tinha uma frequência diferente da que emitem outras estrelas e dispositivos terrestres, como satélites e espaçonaves”, explicou à BBC Mundo [Serviço em espanhol da BBC] a pesquisadora Mar Gómez, doutora em ciências físicas pela Universidade Complutense de Madrid.

Unidade militar especial treinada para impedir invasão

O Serviço Aéreo Especial do Exército britânico tem uma unidade de elite de cerca de 20 soldados sendo atualmente treinados para lidarem com uma série de “ameaças alternativas”, incluindo um potencial combate com extraterrestres. As ameaças em questão supostamente incluem tudo, “de terroristas a armas biológicas humanas, até invasão de alguma forma de vida alienígena”, disse uma fonte do governo. As tropas também teriam treinado junto com as Forças Espaciais dos Estados Unidos, quando, incidentalmente, o Pentágono anunciou a criação de uma nova força-tarefa para investigar fenômenos aéreos não identificados (UAPs).

Área 52: Piloto da CIA revela detalhes de base ultrassecreta

A Base de Testes de Tonopah, conhecida como Área 52, é uma instalação militar restrita localizada a cerca de 50 km a sudeste de Tonopah, no estado norte-americano de Nevada. É parte da zona norte da chamada Faixa Nellis, medindo 625 km2 e é usada para testes de armas nucleares, pesquisa e desenvolvimento de sistemas de fusão e disparo e testes de sistemas de lançamento de aviões secretos. O piloto da CIA John Lear recentemente alegou que um dispositivo nuclear foi usado para criar uma câmara gigante para abrigar a parte subterrânea da base, e que um sistema de cobertura a camufla quando as pistas não estão em uso. O Google Maps chegou a fotografar uma aeronave na base, mas as imagens ficaram borradas, levantando mais especulações ainda.

TODO O CONTEÚDO DESTA EDIÇÃO ESTARÁ DISPONÍVEL NO SITE 60 DIAS APÓS A MESMA SER RECOLHIDA DAS BANCAS